17 março 2010

E como fica a cronologia? 2ª parte


Nihao!!!!!!!!!! Chegamos a parte 2 do artigo. Antes de começarmos, alguns lembretes:
  • O objetivo destes posts é mostrar a evolução e a modificação do storyline de Street Fighter com o passar dos anos, tirar dúvidas e algumas curiosidades. Se procura algo mais profundo quanto ao plot, a ficha de um personagem, indico você ir em sites como o Fighters (que está sofrendo uma reformulação), StreetFighter.com.br, Fighters Generation, Game Faqs ou qualquer outro que propõe divulgar o storyline;
  • Os posts poderão sofrer alguma atualização ou modificação, caso se descubra novidades a respeito do game ou tenha alguma errata;
  • Encontrou alguma coisa errada? Tem alguma curiosidade (comprovada)? Pode mandar para mim nos comentários. Assim que tiver tempo disponível (eu tenho vida fora da internet xD) irei averiguar a veracidade da informação. No caso da curiosidade (mesmo que não tenha haver com o post) poderei publicá-la (na série de posts ou em outro post distinto) dando os devidos créditos. Nesse último caso, também, peço fontes ou scans.
Pronto! Deixando esses pontos esclarecidos, vamos ao que interessa!!!!!!!!!!!!!!!!!! xD Apresento a fase que mudou drasticamente todo o storyline da série Street Fighter: Zero/Alpha.


A grande dúvida que (ainda) paira na cabeça de muitos é se a fase Zero/Alpha ocorre antes ou depois de SF II. A resposta é simples meus queridos: ocorre antes. Vemos alguns personagens mais jovens como Ken e outros que nem tinham aparecido em jogo algum como Rose. Porém, essa série ocorre depois da SF 1! Sim, por incrível que possa parecer, SF Zero/Alpha ocorre depois da SF 1... Isso me faz lembrar um dos vários erros que teve no gibi brasileiro de SF Zero/Alpha 3 escrito pelo Marcelo Cassaro (Sagat aplicando o Tiger Robocop Uppercut em Adon, golpe que ele só aprende DEPOIS da luta contra Ryu)... Esclarecido esse ponto, podemos prosseguir.

Na fase Zero/Alpha, nos é mostrado:
  • Ryu seguindo o seu rumo; 
  • Como Sagat entrou para a Shadaloo (que era originalmente chamada de Shadowlaw); 
  • O início da perseguição de Chun Li a Vega/Bison; 
  • Quem é o famoso amigo do Guile, Charlie; 
  • Um pouco mais sobre o passado de Cammy; 
  • Que fim levou alguns personagens da SF 1; 
  • E outros elementos que iriam mudar para sempre o storyline do jogo.
Os finais do primeiro game da fase Zero/Alpha não contam para a história oficial. Porém, existem alguns detalhes que devem ser considerados, como o convite que Vega/Bison entrega a Sagat em seu final e o encontro de Ken com Eliza no final deste. Apenas o segundo game é que contaria, de fato, para o storyline.

Ken conhece Eliza em seu final
Uma das mudanças ocorridas nesta fase foi a modificação ocorrida no final da luta de Ryu e Sagat em Street Fighter 1. 

Em vez de uma simples derrota que feriu o orgulho de Sagat, nos é apresentado a face negra do personagem Ryu, conhecido no Japão como Satsui no Hadou ni Mezameta Ryu e no Ocidente como Evil Ryu. 

Na última luta do torneio SF 1, Sagat ganha de Ryu e educadamente estende a mão para o valoroso adversário. Neste momento, Ryu é consumido pelo Satsui no Hadou (fazendo ele se transformar no Evil Ryu) e desfere um poderoso shoryuken contra Sagat (que estava de guarda baixa) o derrotando. 

Devido a esta derrota desonrada, Sagat jura se vingar de Ryu um dia.



Evil Ryu
Outro detalhe interessante, é que finalmente nos é revelado quem cegou o olho de Sagat. O nome do infeliz é Go Hibiki, pai do lutador Dan Hibiki. Go cegou Sagat, mas perdeu a vida na luta.

Temos também Charlie Nash, o famoso amigo de Guile, que a partir desta saga, não morreu no Camboja (indo pelo plot americano), e sim investigando as atividades da Shadaloo.

Cammy, a loirinha sem memória, aparece bem mais jovem e trabalhando para a Shadaloo. Finalmente descobrimos sobre o seu terrível passado e de quebra, o plano bizarro de Vega/Bison de troca de corpos (Vega/Bison procura um corpo mais forte), que a princípio seria feito com Cammy (mas ele preferiu ficar com o corpo de Ryu).

Conhecemos um pouco mais sobre Vega/Bison, que no passado dividiu a sua alma (expulsando a parte boa) para conseguir mais poder. Sem contar que em Zero 3/Alpha 3, fica explícito que ele se tornou um tipo de entidade (trecho atualizado). A parte boa se tornou a italiana Rose, que planeja pará-lo a qualquer custo.

Descobrimos que T. Hawk, muito antes do SF II, possuía problemas com a Shadaloo. Ele entra em SF Zero 3 para ir atrás, a princípio da jovem de sua tribo, Juli (anteriormente, seria Noembelu) que foi raptada e transformada em uma das "Shadaloo Dolls".

Personagens do Street Fighter 1 reaparecem, alguns com tramas interessantes, como Gen, que possui ligação com o pai de Chun Li (e a acompanha de longe), e está sofrendo de uma doença e procura morrer de forma digna, procurando um oponente forte (nesse caso Gouki/Akuma) e outros para "encher linguiça" como Eagle.

Há a inclusão dos personagens de Final Fight, comprovando a ligação entre as duas franquias. E, ao contrário do que acontece em algumas séries quando há algum crossover deste tipo, a inclusão de Guy, Sodom, Rolento, Cody e Maki não compromete, o storyline de seus games de origem.

Maki de Final Fight 2
Um detalhe que chama bastante a atenção é que, nos três primeiros jogos lançados (SF Zero/Alpha, SF Zero 2 /Alpha 2 e SF Zero 2 Alpha), o "chefão" mudava conforme os personagens. Outros fatores interessantes é que alguns personagens obrigatoriamente são seus adversários. Ex: ao escolher Chun-Li ela, antes de enfrentar Vega/Bison, tem que enfrentar Ryu, Ryu antes de Akuma, enfrenta Ken e Sagat, etc. Em SF Zero 2/Alpha 2 e Zero 2 Alpha, havia os midboss, que eram personagens que poderiam interferir na luta. E cada midboss possuía alguma relação com o personagem que você escolhesse, como o fato de Sagat aparecer para Sakura, pois percebe que ela poderia ter alguma ligação com Ryu.

Em SF Zero 3/Alpha 3, todos (exceto Evil Ryu) enfrentam Vega/Bison no final e alguns dos finais se encaixam. Alguns desses finais contam para o storyline do game, mesmo que, em partes (ou seja, dentre todos os acontecimentos ali mostrados, um ou outro, não conta). Dentre eles temos:
  • Ryu
  • Ken
  • Sakura
  • Sagat
  • Cammy
  • Juli
  • Juni
  • Balrog/Vega
  • Rose
  • Chun-Li
  • Guile
A grande dúvida que paira no ar na cabeça de muitos (ainda), é o caso de Charlie Nash. Em SF Zero 1 ele morre. No SF Zero 2 também. E no SF Zero 3... Na maioria dos finais, inclusive o dele, ele sobrevive!!!! Bem o que acontece, é que nos finais que contam para o storyline (exceto o de Guile), esse detalhe é apócrifo. O único final que conta para o fim de Nash é o de Guile.

O que embaralha ainda mais o storyline dessa série é a inclusão de personagens que não contam em nada para o roteiro como Ingrid e Yun ou finais que são apócrifos para o storyline como o de Karin (apesar desta possuir uma relevante participação na história do jogo devido a sua rivalidade com Sakura).


E, para bagunçar ainda mais o coreto, com o lançamento de Street Fighter V, e a confirmação que Nash morreu nos acontecimentos de Zero 2/Alpha 2, o enredo de Zero 3/Alpha 3 foi modificado, visto que o militar era um dos personagens centrais dele. Tanto que, sinceramente, não sei mais dizer em até que ponto o último jogo da série Zero/Alpha é canônico. É fato que algumas coisas ali aconteceram, como Vega/Bison possuir o corpo de Rose, mas o restante, fica uma grande incógnita no ar, que, sinceramente, acho difícil a Capcom responder tão cedo. Porém, com o anúncio de Street Fighter V - Arcade Edition e as seis variações do Modo Arcade, podemos ter alguma esperança de que esse mistério será solucionado (informação atualizada). 

Por fim, a cronologia fica deste jeito:
  • Street Fighter;
  • Final Fight (que acontece durante o SF 1);
  • Street Fighter Zero / Alpha (1, 2 e 3);
  • Final Fight 2 (ocorre durante SF Zero 2/Alpha 2 e seus acontecimentos terminam nos acontecimentos de Zero 3/Alpha 3, o que explicaria a participação de Maki no último);
  • Street Fighter II (incluindo as Supers);
  • Final Fight 3 (na mesma época do SF II).
Bem, espero que este post tenha ajudado de alguma forma a compreensão, de uma maneira geral, da história do jogo. Quaisquer dúvidas, podem me perguntar! ^^ Eu não mordo!!!!!!!!!!!!!!! xD


Curiosidades:


  • A série Street Fighter Zero, ao contrário de SF I e SF II, não aconteceu em um torneio. Como pudemos perceber, cada personagem tinha seus próprios motivos para sair lutando, sem precisar de um torneio;
Evil Ryu no anime Street Fighter Alpha
  • Evil Ryu teve a sua primeira aparição na saga Zero/Alpha, porém, sua presença neste jogo não conta para o roteiro;
  • Ainda sobre Evil Ryu, ele surgiu em um mangá, Street Fighter Zero, escrito por Masahiko Nakahira. A Capcom gostou da ideia do personagem e o colocou no game. O mangá foi publicado aqui no Brasil, com o nome de Street Fighter Alpha pela New Pop (trecho atualizado);
  • Em SF Zero 2 ocorreu a única vitória de Ken sobre Ryu, conforme o plot da época. Nas outras vezes que lutaram, Ryu se tornou vencedor. E a faixa vermelha que Ryu usa na cabeça, foi dada por Ken, quando este o derrotou;
Karin Kanzuki em Sakura Ganbaru
  • Karin Kanzuki, assim como Evil Ryu, surgiu também em um mangá. Seu nome é Sakura Ganbaru, que foi lançado aqui no Brasil pela New Pop (trecho atualizado);
Juli e Noembelu
  • Por algum motivo, em vez da Capcom fazer um sprite próprio para Noembelu, ela usou o de Juli. Isso fez com que muitos pensassem que T. Hawk estaria atrás dela (fator "piorado" no game Namco vs Capcom em que Juli confirma ser uma Hawk). No anime Super Street Fighter IV - Juri OVA (que conta para o canon da série) e em Super Street Fighter IV, há a confirmação que de T. Hawk estava atrás apenas de Juli. Como T. Hawk tenta resgatar Juli pelo seu novo storyline, isso tirou um pouco a lógica do codinome das Shadaloo Dolls, que eram os meses do ano em suas possíveis línguas nativas. Juli, por exemplo, significa Julho em alemão. Nos gibis da Udon, Juli é filha do médico da tribo de T. Hawk;
White or black? Black or white?
  • Birdie em SF 1 era branco!!!! A desculpa que a Capcom deu para a mudança da cor da pele do personagem, é que na época de SF 1 ele estaria doente;
Ingrid em Capcom Fighting All-Stars
  • Ingrid surgiu no jogo Capcom Fighting All-Stars, que foi cancelado. Ela foi aproveitada em Capcom Fighting Mugen Jam, antes de aparecer em SF Zero 3/Alpha 3. E, para a tristeza de alguns, ela é apenas uma convidada, não contando para o roteiro do game (mais sobre ela, vocês podem ler aqui). Mais informações sobre CFAS, podem ir neste artigo (trecho atualizado);
Notem as semelhanças!!! xD
  • Dan é uma paródia do personagens Ryo Sakazaki e Robert Garcia da franquia Art of Fight da SNK,

Karin Kanzuki em seu final de Street Fighter Zero 3
  • No CD Drama de SF Zero 3/Alpha 3, Sakura é sequestrada e Ryu, Ken, Chun-Li, Rainbow Mika e karin Kanzuki, vão ao resgaste. No final desse CD, aparentemente, ocorre o final de Karin Kanzuki mostrado no jogo de SF Zero 3/Alpha 3 (informação atualizada). 
  • Na versão japonesa da série, alguns personagens possuem falas específicas para outros (como Vega/Bison para Rose) ao vencer a batalha. Infelizmente, tal coisa se perdeu na versão internacional dos jogos (informação atualizada).
Agradeço ao Luiz Fernando por algumas informações adicionais que pus neste artigo, nesta última atualização.

E não deixem de ler os outros artigos sobre a cronologia!

14 março 2010

Nota de falecimento - Glauco Villas Boas

Não postei no dia pois andei meio ocupada essa semana. Infelizmente, no dia 12 desse mês o cartunista Glauco e seu filho foram assassinados. O Brasil perde um grande artista. Eu particurlamente, quando conseguia ler a Folha de S. Paulo (pois morava no Rio e não era em todas as bancas das redondezas de onde eu morava, que conseguia encontrar o jornal), me divertia com as suas tiras. Meu esposo era um fã confesso dele, e ficou muito chateado com esse acontecimento. Abaixo, uma das homengaens sinceras feitos aos dois, pelos artistas Bira Dantas e Mário Cau . Mais dessas homengens, podem ser encontradas no blog do site Universo HQ.

10 março 2010

Hakan revelado... O.o

Primeiro, antes de mais nada, para tudo que eu quero saber o que o povo da Capcom andou bebendo ou fumando!!!!!!!!!! xD Hakan foi revelado, mas, ao contrário de outros chars de agarrão, esse ao que parece tende a ser uma paródia deles, devido aos seus golpes cômicos!!!! xD
Pela ilustração divulgada (mostrada no vídeo logo abaixo) as criancinhas são fãs dele (uoooooooooooooooooooooooooooooooooooo) e ao assistir o trailer, percebe-se que ele se banha de óleo, por isso os golpes "escorregadios".
Bem, assista ao trailer feliz e tire as suas conclusões!!!! xD


IGN Video: Super Street Fighter IV Xbox 360 Trailer - Hakan Trailer


Para quem ficou curioso quanto a que estilo de luta é esse, aqui temos um videozinho mostrando um pouquinho do Kirkpinar, a luta tradicional turca!^^


08 março 2010

Feliz Dia Internacional da Mulher!!!!

O Post de hoje é para dar os parabéns a todas as mulheres e em especial, a minha querida irmã (que mora no RJ), que é aniversariante hoje!!!!^^


Parabéns a você Beatriz, que Deus te ilumine muito e te abençoe nessa vida! Sua irmã está morrendo de saudades!!!!!!!!!!!!! ^^

Abaixo está a versão mais conhecida sobre a oritgem desta data e a opinião da pesquisadora Eva Blay sobre a possível confusão histórica que acerca essa data.

História do 8 de março


No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Objetivo da Data

Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história.

Conquistas das Mulheres Brasileiras

Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.

Marcos das Conquistas das Mulheres na História

  • 1788 - o político e filósofo francês Condorcet reivindica direitos de participação política, emprego e educação para as mulheres.

  • 1840 - Lucrécia Mott luta pela igualdade de direitos para mulheres e negros dos Estados Unidos.

  • 1859 - surge na Rússia, na cidade de São Petersburgo, um movimento de luta pelos direitos das mulheres.

  • 1862 - durante as eleições municipais, as mulheres podem votar pela primeira vez na Suécia.

  • 1865 - na Alemanha, Louise Otto, cria a Associação Geral das Mulheres Alemãs.

  • 1866 - No Reino Unido, o economista John S. Mill escreve exigindo o direito de voto para as mulheres inglesas

  • 1869 - é criada nos Estados Unidos a Associação Nacional para o Sufrágio das Mulheres

  • 1870 - Na França, as mulheres passam a ter acesso aos cursos de Medicina.

  • 1874 - criada no Japão a primeira escola normal para moças

  • 1878 - criada na Rússia uma Universidade Feminina

  • 1901 - o deputado francês René Viviani defende o direito de voto das mulheres

Confusão histórica marca dia 8 de março

Segundo a pesquisadora Eva Blay, do Nemge/USP, o Dia Internacional da Mulher, que passou a ser comemorado mais intensamente na década de 60, é marcado por controvérsias históricas. Para ela, algumas citações sobre a data são feitas sem uma consulta adequada.

Dia Internacional da Mulher: fatos e mitos

O dia 8 de março, em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, é constantemente associado a uma proposta da líder comunista alemã Clara Zetkin, feita em 1910, durante o II Congresso Internacional de Mulheres Socialistas, ocorrido em Copenhague, para lembrar operárias mortas num incêndio que teria ocorrido em Nova York, em 1857. Segundo a socióloga Eva Alterman Blay, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, e coordenadora do Núcleo de Estudos da Mulher e Relações de Gênero (Nemge), "o acidente de 1857 não aconteceu" e, durante o Congresso, a líder comu-nista propôs um Dia Internacional da Mulher, porém, sem definir uma data precisa para as comemorações. "O dia 8 de março baseia-se em fatos históricos diferentes daqueles que são freqüentemente repetidos sem uma consulta adequada", afirma.

De acordo com Eva Blay, o incêndio relacionado ao Dia Internacional da Mulher é o que ocorreu no dia 25 de março de 1911, nos EUA, na Triangle Shirtwaist Company (Companhia de Blusas Triângulo), uma fábrica têxtil que ocupava o oitavo, o nono e o décimo andar de um prédio. A Triangle empregava 600 trabalhadores, a maioria mulheres imigrantes judias e italianas, com idade entre 13 e 23 anos. Fugindo do fogo, parte dos trabalhadores conseguiu alcançar as escadas descendo para a rua ou subindo no telhado. Outros desceram pelo elevador. Mas a fumaça e o fogo se expandiram, e muitos trabalhadores pularam das janelas para a morte. Algumas mulheres morreram nas próprias máquinas. Houve 146 vítimas fatais, sendo 125 mulheres e 21 homens. No funeral coletivo ocorrido dia 05 de abril compareceram cerca de 100 mil pessoas.

No local do incêndio está construída uma parte da Universidade de Nova York, onde consta a inscrição: "Neste lugar, em 25 de março de 1911, 146 trabalhadores perderam suas vidas no incêndio da Companhia de Blusas Triangle. Deste martírio resultaram novos conceitos de responsabilidade social e legislação do trabalho que ajudaram a tornar as condições de trabalho as melhores do mundo."

Segundo Eva Blay, é muito provável que o sacrifício das trabalhadoras da Triangle tenha se incorporado ao imaginário coletivo da comemoração do Dia Internacional da Mulher pela luta por elas travada. Mas o processo de instituição de uma data comemorativa já vinha sendo elaborado pelas socialistas americanas e européias há alguns tempo, e foi confirmado com a proposta de Clara Zetkin em 1910.

"O dia 08 de março passou a ser comemorado mais intensamente na década de 60, após o fortalecimento do movimento feminista, quando também passaram a ser discutidos problemas da sexualidade, da liberdade ao corpo, do casamento e dos jovens", relata. Embora não se conheça com precisão por que o dia 8 de março foi escolhido, o fato é que ele se consagrou ao longo do século XX. A consagração do direito de manifestação pública veio com o apoio internacional, em 1975, quando a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a data como o Dia Internacional da Mulher.

Fontes: Sua Pesquisa e Agência USP de Notícias

01 março 2010

Niver da Chun Li e outros...

Hoje, dia 1º de março, além de ser niver da cidade do Rio de Janeiro (saudades) é também niver da nossa amada Chun Li, uma das maiores musas dos fighting games!!!!!!!!!!!!!!! Parabéns!!!!!!!


No Street Fighter Web Site também tem uma homenagem legal!!!!! ^^

Também, hoje é niver do Fighters, um ótimo site sobre fighting games (e que está sofrendo uma reformulação) e que tem um fórum muito legal que eu participo!!!!!^^ Parabéns também!!!! =D

Depois de apagar as velinhas, vamos para algumas coisas que peguei no blog oficial de SSF IV!!!^^ Num sei nada de japonês, por isso não dou informações mais precisas. Serão mais imagens mesmo. Então vamos lá:

As rivalidades:

Ibuki terá como rival a Sakura!!!!!! =O

Uma ninja versus uma "karateca macaca de imitação"!!!!!!! xDDDDD

Makoto, Feilong:

Que motivos Makoto teria para ir atrás de Feilong?

E como já era esperado, Dudley terá M. Bison / Balrog como seu rival:

O duelo entre os boxers!!!! =O

Roupinha nova de Ryu, Makoto, Rose e C. Viper!!!!


Ryu com uma roupa tradicional. Lembra bastante a roupa desta imagem oficial.

It's me, Mari... Makoto!!!!!!!!

Rose em um visual clássico e elegante.

C. Viper poderosa!!!!!!!!!!!!! xDDDD

Bom, por hoje é só isso mesmo. Até mais!!!!!!!!!!!!!!!!!! ^^
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários